Fragile Hart [kopro]

3 comentários:

manuel nieto disse...

¿de donde sacas tanto material?, me encanta, un abrazo

cristina disse...

"soberania nacional", frágil e precária, talvez, particularmente nessa terra. mas o graffiti e a sua colocação são poderosos muito poderosos

Hellag disse...

desde que o visito que estou mais atenta a este tipo de trabalho! e Vigo é fértil :)